quarta-feira, 17 de abril de 2013

A UEPB de Rangel Junior tão distante da UEPB de Marlene Alves


LÁ SE VÃO quase 60 dias de greve dos professores da Universidade Estadual da Parahyba por melhores condições salariais e de trabalho. O governador se calou após dizer que não tem como aumentar mais o salário dos professores; agora o Ministério Público decreta a ILEGALIDADE da greve e secretária de finanças do Estado, Aracilba Rocha, diz que o reitor da UEPB é quem deve pedir audiência ao governador Ricardo Coutinho (PSB) para discutir reajustes e reivindicações, mas, este, MAIS DO QUE ANUNCIADA SUA ATITUDE, previsível demais, faz ouvidos de mercador e não AGE, também ele se cala. A UEPB e o Reitor estão nas mãos do governador graças, evidente, àquela fatídica reunião que o Ricardo fizera com os 3 indicados ao reitorado no qual Rangel Jr. saiu LAUREADO. Quando a professorinha Marlene Alves era REITORA daquela instituição o barulho era grande, as iniciativas, as atitudes eram precisas e os pedidos, as reivindicações eram atendidas. Agora temos um REITOR PARA INGLÊS VER e um governador tranquilo protegido por Deus e pelo Diabo. Agora GUENTA UEPB. Tenho dito!!!!


terça-feira, 16 de abril de 2013

Funcionária EXONERADA da PMJP entra em DESESPERO: EU GARGALHO KKKKKKKKK

O CLIENTELISMO está tão arraigado em nossas raízes políticas que qualquer pessoa ao assistir este vídeo dirá: "veja só o que faz o poder público com uma prestadora de serviço". Mas, o fato é completamente de outra natureza. Um prestador de serviço sabe que não tem estabilidade de emprego e que a mudança de governo significa a sua demissão. Um prestador de serviço também sabe que não pode fazer dívidas, porque pode a qualquer momento ser exonerado/demitido do cargo para o qual foi contratado a prestar serviço, geralmente, por conveniências políticas. Foi o blogueiro Luis Torres quem postou este vídeo no YOUTUBE; soube bem postar este vídeo, mas e quanto aos DEMITIDOS DO ESTADO quando Ricardo Coutinho (PSB) assumiu o governo? Luis Torres não fez a defesa de Ricardo naquela altura? Eu não me compadeço desse tipo de pessoa que olha para o serviço público com olhos de vampiro. Esta senhora perdeu uma raríssima oportunidade de pegar sua bolsa e voltar para casa, arrumar outra coisa pra fazer e continuar digna. Preferiu o caminho do desespero demonstrando uma fragilidade, uma fraqueza e uma dependência horríveis de serem assistidas. Azar o seu, pois, ela já deve saber que a VIDA NÃO É FÁCIL pra ninguém. Estimo que ela se recupere logo do baque e lamento apenas pelo seu desespero. Tenho dito!!!!


quinta-feira, 11 de abril de 2013

O PASSE LIVRE DA BESTA FERA KKKKKKKKK




NÃO SEI QUEM FOI A BESTA-FERA que deu a ideia ao prefeito Luciano Cartaxo (PT) de lançar o PASSE LIVRE para estudantes da Rede Municipal de Des-Educação. Bom, pouco importa. O fato é que o  tal "passe livre" é uma verdadeira PIADA. O aluno municipal - que geralmente mora a duas quadras do colégio onde ESTUDA não necessita de passe-livre, primeiro ponto da engabelação; segundo ponto é que mesmo que, por ventura, um aluno more distante da escola mais de 1km ele estará PRESO e não livre, pois o tal passe-livre só beneficia o ALUNO com duas passagens - ida e volta para a Escola. Pensemos, então: e se o professor passar uma atividade extra-classe? O lazer não faz parte da educação não para a prefeitura de João Pessoa? Como não tem ninguém bobo por aqui, já deu pra perceber o tamanho da BESTEIRA que o prefeito Luciano Cartaxo (PT) cometeu. Fosse eu ele começava já a trocar seus assessores. Tenho dito!

terça-feira, 9 de abril de 2013

UM CULPADO: MUITOS CRIMINOSOS, Fernanda Ellen está MORTA

OUVI DIZER desde criancinha que "o" homem - perdoem-me as feministas - é bom; que com o cultivo de bons sentimentos chega a humanizar-se; nunca ocorreu a alguém alertar uma criança: "cuidado, "o" homem é selvagem e como diz mamãe "o" homem 'reina', onde 'reina' quer dizer, exatamente, que "o" homem é puro instinto. Os crentes da civilização rapidamente irão insurgir-se e os crentes da ciência logo procurarão "as" causas de um "crime" determinado, ou seja, - por que alguém mata? - é esta a pergunta mais fundamental. Livrando-me de todo os prolegômenos científicos e moralistas ou sentimentalistas é preciso encarar a realidade de frente: a sociedade não é natural, mas "o" homem que mata é; a sociedade é um artifício, um construto, uma aglomeração, uma associação em que os mais fracos encontram proteção e garantia de vida. Mas, os mais fortes - chamo forte aqui aquele que transcende o artificial onde artificial aqui quer dizer exatamente: moral, sentimental, etc. - continuam a conviver com os mais fracos e de repente, no encontro entre um e outro, a cena é pintada com crueldade e sangue. Assusta-nos, todavia, cenas desta "natureza", porque insistentemente o artificial (o nosso social) nos ilude e nos fragiliza. O nosso aperfeiçoamento, melhoramento - leia-se, nossa humanização - é a nossa pior produção ao longo dos séculos. Li hoje em alguns blogues homens corruptos - abutres do erário público - dando uma de bons moços, caridosos e com uma máscara moral-sentimentalista que não lhes convém nem num momento onde a cena jorra crueldade e sangue. O artificial nos puniu e nos castigou a um só tempo, mas fez do animal forte uma besta doente. Não há SÓ um criminoso neste caso de Fernanda Ellen - mas o sistema de segurança e a sociedade necessitam de um boi de piranha, de um pato, de alguém para apontar e culpar, de um CORDEIRO e elegem aquele que teve a coragem de finalizar "o crime" -. Provavelmente, os blogueiros larápios que recebem do erário público para babar os governos não se sintam culpados pelo crime de Fernanda, o governador do nosso Estado, talvez, até já tenha lavado as mãos; os analistas religiosos e os curiosos cientistas sociais já sentenciaram, já diagnosticaram, já encontram a CULPA e o seu culpado. Sufocaram a única ajuda que poderia ter vindo em socorro destas pobres criancinhas - a sua animalidade - por lorotas civilizatória de uma boba humanidade. Tenho dito!

PICARETAGEM DA CAIXA ECONÔMICA: MINHA CASA, MINHAS DÍVIDAS: SAIBA COMO VOCÊ PODE SE LIVRAR DA PICARETAGEM DA CAIXA


BOM, tudo começa com o desejo, o sonho, a vontade de se livrar do velho aluguel que AUMENTA ano após ano. Eu morava de aluguel, ficava chateado todo mês ter de ir pagar o meu aluguel ao dono do imóvel e me sentindo ameaçado de sair a qualquer momento do imóvel. Bom, foi então que resolvi ter coragem para FINANCIAR um imóvel pelo MINHA CASA, MINHA VIDA. Procurei um construtor e acertamos preço (A PROPÓSITO, procure sempre os construtores, assim, você se livrará de pagar comissões enormes aos consultores ou corretores: esta é uma dica de OURO). Demos entrada no PROCESSO na Agência da Caixa Econômica aquela que fica final da Av. Ruy Carneiro e já aí tive que desembolsar a importância de R$ 30,00 (trinta reais). Ok, até aí sem muitos problemas. Depois de toda análise financeira que eles fazem da nossa vida manda-nos chamar para ABRIR UMA CONTA CORRENTE - sim, isto mesmo, uma conta corrente -. O funcionário da CAIXA não diz explicitamente: SE VOCÊ NÃO ABRIR A CONTA, A CAIXA NÃO FINANCIA O IMÓVEL, mas deixa tudo subentendido e você, LOUCO PRA SE LIVRAR DO ALUGUEL, assina até a SENTENÇA DE MORTE da tua vida FINANCEIRA. Bom, tive a PETULÂNCIA de indagar ao funcionário da Caixa, no momento de ABERTURA DA CONTA CORRENTE, se não havia OUTRO MODO de eu pagar AS PRESTAÇÕES da casa (NEM TOQUEI NO ASSUNTO DA VENDA CASADA QUE O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR CRIMINALIZA); o que o funcionário me disse foi, exatamente, isto: "NÃO, SÓ TEM ESSA FORMA MESMO; A CAIXA NÃO TRABALHA MAIS COM BOLETO BANCÁRIO". Calei-me, fiquei pianinho, mas como sou professor, sou antes de tudo PESQUISADOR, fiquei ruminando aquelas falas dele. Bom, além da ABERTURA DESSA CONTA CORRENTE o cara ainda me EMPURROU um SEGURO DE VIDA no valor de R$ 260,00 que me oneraria ainda mais. Calei-me outra vez e continuava a ruminar, pois eu queria muito, muito me livrar de ter de todo ano me mudar ou ficar pagando prestações crescentes de um imóvel de terceiro (alugado). Procedido à abertura da conta e assinado o seguro de vida (pode variar de agência para agência), o cara me mandou ir pra casa e aguardar mais outro chamado da Caixa pra assinar o contrato. Uma semana, exatamente, uma semana após recebo o telefonema pra comparecer na Caixa; sim, aquele era o dia de assinar mais outras dezenas de folhas: o contrato. Assino o contrato e desembolso a importância de quase R$1.200.00 (TAXAS CONTRATUAIS, Seguro Contratual, etc., um verdadeiro absurdo que pretendo verificar com um advogado se a cobrança não é ILEGAL). Agora as BOAS NOTÍCIAS.

DESCOBRI QUE

1) A Caixa Econômica Federal disponibiliza SIM boleto bancário para proceder-se ao PAGAMENTO DAS PRESTAÇÕES DA CASA PRÓPRIA e sem NENHUM CUSTO FINANCEIRO para o MUTUÁRIO;
2) A ABERTURA DA CONTA CORRENTE destina-se a) Cumprimento de METAS que os funcionários da Caixa têm de bater e GARANTIA de que a Caixa vai receber a PRESTAÇÃO no dia exato do seu vencimento (na abertura da conta a CAIXA disponibiliza um LIMITE CHEQUE ESPECIAL que servirá para que a Caixa debite deste LIMITE ESPECIAL a PRESTAÇÃO caso você não deposite a importância referente à PRESTAÇÃO DA CASA e depois COBRA OS JUROS DO VALOR RETIRADO DO LIMITE CHEQUE ESPECIAL, ou seja, UMA PICARETAGEM DA CAIXA; o funcionário que faz a ABERTURA DA CONTA também resolve te MASSACRAR te OFERECENDO CARTÕES DE CRÉDITO (PRA MIM ENVIARAM DOIS SEM NEM EU TER FEITO O PEDIDO) e te ENFIA um SEGURO DE VIDA insinuando que aquela venda tem tudo a ver com a COMPRA DA CASA e NÃO TEM. 
3) VOCÊ PODERÁ SE LIVRAR DA CAIXA ECONÔMICA PEDINDO A PORTABILIDADE BANCÁRIA (UM DIREITO TEU); ou seja, que a PRESTAÇÃO DA CASA seja debitada em qualquer Banco onde você já tem a tua vida financeira.
4) VOCÊ PODERÁ FECHAR A CONTA CORRENTE OU PEDIR A ISENÇÃO DAQUELA TARIFA COBRADA TODO MÊS PELA CAIXA, NO MEU CASO, R$ 13,00 (UMA CONTA RÁPIDA: 12 (MESES, UM ANO) X 13 (TARIFA COBRADA POR MÊS) X 25 (ANOS, TEMPO DE FINANCIAMENTO) = R$ 3, 9000; agora faça uma conta simples: 3.900 x 0,5 (juros da poupança) x 25 anos = 4. 875. OU SEJA, terei perdido pra Caixa Econômica Federal quase 4 mil reais. Isto se a tarifa NÃO VARIAR , quer dizer, eu perderei para a Caixa não apenas 3.900, mas 3.900+ 4.875 = 8.775 ao longo desses próximos 25 anos, né?
5) QUANTO A QUALQUER OUTRO PRODUTO EMPURRADO PELA CAIXA no ATO DE ABERTURA da Conta Corrente você pode CANCELÁ-LO após ASSINAR O CONTRATO no número do SAC CAIXA disponibilizado no próprio site da Caixa. 

Bom, pessoal, é isto aí. Você não PRECISA ficar pagando à Caixa Econômica seguros ou mesmo manter uma CONTA CORRENTE que não vai usar senão para fazer o pagamento das prestações da tua casa. A propósito, o JUROS DO CHEQUE ESPECIAL que a Caixa "disponibiliza" é muito MAIOR do que OS JUROS DO CARTÃO DE CRÉDITO, imagina que grande amiga é a Caixa, né? PARA IMPRIMIR O BOLETO DE PAGAMENTO DA PRESTAÇÃO DA TUA CASA VOCÊ SÓ VAI PRECISAR TER EM MÃOS O NÚMERO DO TEU CONTRATO E DO TEU CPF, simples assim. Abaixo Deixarei os links uteis pra você, caso queira, LIVRAR-SE das ROUBALHEIRAS DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.

Impressão de boleto MINHA CASA, MINHA VIDA

CANCELAMENTO DE QUAISQUER PRODUTOS NO ATO DE ABERTURA DA CONTA CORRENTE CAIXA, LIGUE GRATUITAMENTE E TENHA EM MÃOS O NÚMERO/CÓDIGO DO PRODUTO (SUPER-SIMPLES, ELES ATENDEM BEM)

SAC CAIXA: 0800 726 0101

TUA CASA, NÃO PODE, NEM DEVE SER TUA FALÊNCIA. TENHO DITO!!!!

ASSASSINATO DE JOHN LENNON: PRIMEIRO TIRO, EM NOME DO PAI; SEGUNDO TIRO, EM NOME DO FILHO; TERCEIRO TIRO, EM NOME DO ESPÍRITO SANTO. PRA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS SOBROU A SEPULTURA E MARCOS FELICIANO


segunda-feira, 8 de abril de 2013

BUSÃO DE GRAÇA? - AVACALHA, TOURINHO, GARGALHA CARTAXO!



Já tinha até aluno comemorando o passe livre (o pessoal da UJS); tinha gente se preparando para viajar por esta capital de graça. Toda aquela dinheirama mensal para o "passe" podia ser revertida para a compra de livros, para ir à lanchonete ou a uma pousada juvenil, dessas que tem na capital. De repente, tudo muda e o que era certo se transforma em caos. O tão conhecido Marcos Tourinho resolveu AVISAR que as empresas de ônibus não vão ARCAR com o ônus - LEIA-SE, PREJUÍZO - bancando filho de pobre, estudante de toda ordem, viajando de graça no busão. É, o recado foi bem dado: A PREFEITURA DE JOÃO PESSOA se quiser que ARQUE COM O PREJUÍZO sozinha. Até agora o prefeito Luciano Cartaxo (PT) que gostaria de anunciar nos 100 dias de sua administração este REGALO ESTUDANTIL parece que terá de inventar alguma desculpa SÓRDIDA. Vamos aguardar... Enquanto isto, suspendam a pousada, a lanchonete e o bar... É hora de gritar: PASSE LIVRE JÁ! Tenho dito!!!!

sábado, 6 de abril de 2013

Crônica



CRÔNICA DOS 30 ANOS OP.1 N ° 4

O solitário reconhecimento

Surpreendentemente comecei a perceber detalhes em minha volta. Risco o fósforo, “olho” que me diz em bom latim Fiat lux. Vou à panificadora e com um Deus seja louvado pago meus pães com a nota surrada de 2 reais. Enfim, pela rua troçando venho gargalhando e me dizendo: é preciso que eu caminhe mais.

João Cândido Tessar

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Crônica



CRÔNICA DOS 30 ANOS OP.1 N ° 3

A solidão das individualidades

Meu vizinho me perguntou como é que um “doutor” se passava para conversar com bêbados e analfabetos; minha vizinha queria saber o que é que um “doutor” fazia na universidade; a infanta dona Rafaelita apontava com muita presteza as indelicadezas da alta corte de sua acadêmica comunidade; veio, então, siá Mocinha para dizer que a vida estava um inferno; veio, então, major Lobão para dizer que tudo estava fora dos esquadros e dele se ouvia só nostalgias da revolução de 1964, daquele março!; dona Misericórdia de muito boa oratória já não acreditava na humanidade e falava de sua menina Lindar que se “perdera” na idade das debutantes; e nisto tudo, nós, sem os honestos motivos, buscávamos de improviso os curativos para nossas feridas a supurar. Feridas enormes, purulentas; feridas da alma sorumbática, perdida, aflita; feridas as feras em suas dignidades, apenas sub-existia o homem no interminável funeral de sua humanidade.

João Cândido Tessar

Quem tem a mesma coragem que um Don Giovanni?

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Crônica



CRÔNICA DOS 30 ANOS OP.1 N ° 2

Aprendi hoje no centésimo dia da minha solidão a amar a solidão; todos do outro lado da janela querem me salvar de mim mesmo e eu posso sorrir agora. Os meus amigos todos estão preocupados e querem me levar para o cinema ou o parque de diversão; estão tristes e grávidos da minha tristeza, mas não sabem que o que nutrem são só suas próprias tristezas e aflição. Eu hoje quero afirmar a minha solidão, porque assim fazendo termino por dizer a meus amigos que a solidão é companheira das horas que realmente importam. Meus animais de estimação agora são uma víbora que vem todos os dias na minha janela e me olha com solicitude e um pequeno escorpião que parece querer me proteger das feras. Desfiz-me das pressas, aprendi com o jabuti do meu vizinho a andar mais devagar para poder ouvir o cair das folhas de uma roseira que ainda pouco era bela, mas agora é magrela e desfolhada: eis o fenômeno da queda. Minha solidão é como a solidão de uma águia que debocha dos abismos sobrevoando-os, porque também é minha as máximas alturas.

João Cândido Tessar

O direito de chocar X o direito de não chocar: BRUNO E MATEUS SE BEIJAM EM PROTESTO A MARCOS FELICIANO


E lá se vão a monstruosidade, a ousadia, o deboche, a gargalhada, as provocações pelo ralo. Ser viado, sapatão, travesti, bissexual, caralho!, não choca mais; agora até dá tesão. Antes éramos apenas nossa sexualidade diabólica, éramos os herdeiros do inferno; éramos os odiados, mas, agora, estamos demasiadamente normalizados. Artistas enfadonhamente se "beijam na boca" e a heterossexualidade se torna amiga-irmã; até 'gerentes' do alto clero já admitem que o novo PAPA FRANCISCO quer se aproximar dos dissidentes heterossexuais, ou seja, dos gays, lésbicas, travestis, etc. Em nome dos DIREITOS é que toda LIBERDADE FOI MASSACRADA. Quando o Direito sufoca o que nasce é o CONTROLE. Como já havia antecipado um certo 'hit' muito simpático: TÁ TUDO DOMINADO. Tenho dito!!!!

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Crônica



PEQUENÍSSIMA CRÔNICA DOS 30 ANOS

Que nada em mim, enfim, termine; que eu seja o eterno e sempre recomeçar dos começos. Que o hoje do acontecimento soe para mim como o troar do sempre tornar a iniciar; passados, enfim, mais de 30 anos  de existência pareço já um velho temendo o esmagar do tempo. Tenho pressa; sinto pressa, quero pressa de tudo vivenciar. Já não me dou com os tagarelas acadêmicos, nem me vejo pregando ideias de salvação. Quero apenas conversar com aqueles bêbados toscos frequentadores do bar do Burrego; quero apenas conversar com a velha engraçada e zarolha que aprendi a amar. Livrei-me de todas as indecências das comparações e mais do que lembrar, aprendi a esquecer. Quero tempo, tenho pressa, sinto pressa. Morro de inveja do mendigo sorridente, solitário em meio as gentes, mas confortado em sua própria imaginação. Na comparação ninguém quer ser este mendigo fedido, maltrapilho como se visto de fora. Sei que Moisés, o bêbado mendigo é mais do que Cartola, Adoniram Barbosa e mais do que Sartre. Talvez, eu também devesse dizer como Manuel Bandeira "Vou-me embora pra Pasárgada" , contudo, é uma terra de reis e não posso ser amigo de reis; é uma terra de um sexo só. Destronei as divindades e como "Carmen" de Bizet acho que o amor é pássaro livre. Que nada em mim, enfim, se resolva; que eu seja o eterno e sempre caos dos recomeços.

João Cândido Tessar